Plano de acção para a asma

Asthma Action Plan (Portuguese)

Para:

Elaborado por:

Data:

Um bom controlo da asma significa:

  • inexistência de tosse ou de outros sintomas durante o dia
  • inexistência de tosse ou de outros sintomas durante a noite e de manhã cedo
  • capacidade para fazer as actividades normais
  • medicação necessária menos que três vezes por semana
  • função pulmonar normal ou quase normal
  • função pulmonar normal
  • nenhumas consultas ao médico ou ao serviço de urgência devido aos ataques de asma
  • nenhumas deslocações ao serviço de urgência devido aos ataques de asma

Se a criança está a utilizar um medidor de fluxo máximo, então deverá saber que as leituras são uma parte importante no controlo da asma, sobretudo se nem sempre se apercebe dos sintomas.

Medicamentos diários

Para tomar diariamente, mesmo que a criança se sinta bem.

Antiasmático:

1.                                                                         doses            vezes por dia
2.                                                                          doses              vezes por dia  
3.                                                                          doses              vezes por dia 

Quando a asma piora

Se a criança tem alguma constipação ou a asma começa a agravar-se (tosse, pieira, dificuldade respiratória), deverá tomar-se medicamentos com mais frequência. Observar as instruções seguintes.

Aumentar o antiasmático:

Para este medicamento: __________________________

Tomar ____ doses ____ vezes por dia durante____ dias.

Paliativo:

Tomar ____ doses em cada 4 horas para os sintomas.

Tomar o paliativo antes da prática de exercício: S / N

Esteróides por via oral:

Tipo:

Dose:

Quando:

Em caso de emergência

Consultar um médico de imediato se ocorrer alguma das seguintes situações:

  • O paliativo não faz efeito ou não demora quatro horas a fazer efeito.
  • A criança não apresenta melhoras dois dias depois.
  • A criança não apresenta melhoras dois ou três dias depois.
  • A criança está a piorar.

Dirija-se ao serviço de urgência mais próximo se ocorrer alguma das seguintes situações:

  • A criança não consegue comer, dormir ou falar devido aos sintomas.
  • A respiração da criança parece estar entrecortada ou estão a formar-se covinhas na zona da garganta ou por debaixo das costelas.
  • A administração de mais paliativos não está a fazer efeito.

Sharon Dell, BEng, MD, FRCPC

Bonnie Fleming-Carroll, MN, ACNP, CAE

Jennifer Leaist, RN, BScN

Rishita Peterson, RN, BScN, MN

Gurjit Sangha, RN, MN

James Tjon, BScPhm, PharmD, RPh

1/29/2009


Notes: