Asma

Asthma (Portuguese)

O que é a asma?

Os sinais mais frequentes da asma, um problema que afecta os pulmões da criança, são a pieira, a tosse e a dificuldade respiratória, sinais que também poderão ocorrer em conjunto com outros problemas de saúde. Portanto, inicialmente, poderá ser difícil para o médico apresentar um diagnóstico de asma, principalmente em bebés e crianças jovens.

A asma poderá afectar os pulmões da criança para o resto da vida. Há ocasiões em que a criança se sentirá melhor, enquanto que noutras se sentirá pior devido à asma.

Quando a asma infantil se torna um problema

Quando a asma infantil se torna um problema, as vias respiratórias ficam muito mais estreitas. Quando tal acontece, a criança tem dificuldade em inspirar e expirar o ar dos pulmões.


Estreitamento das vias respiratórias durante um ataque de asma
Get Adobe Flash player
-UNIQUE1-Asthma_MED_ILL_PT-UNIQUE2-
Durante um ataque de asma, dá-se um estreitamento dos músculos que envolvem as vias respiratórias. Estas apertam, dificultando a respiração.

Quando a criança tem problemas asmáticos, acontecem três problemas que estreitam as suas vias respiratórias:

  1. As paredes interiores das vias respiratórias engrossam e incham. Esta situação chama-se inflamação.
  2. Os músculos em redor das vias respiratórias apertam. Esta situação chama-se bronco-espasmo ou broncoconstrição.
  3. As vias respiratórias produzem muito líquido transparente e espesso chamado muco, o qual, quando é mais espesso do que o normal, poderá obstruir as vias respiratórias.

Ajudar a criança a sentir-se melhor

Eis algumas maneiras que poderão ajudar a criança a sentir-se melhor:

  • Informar-se melhor sobre a asma infantil lendo esta página, ou outros materiais sobre a asma, e fazer perguntas ao médico.
  • Certificar-se de que a criança toma todos os medicamentos exactamente da forma instruída pelo médico.
  • Conhecer quais os factores desencadeadores da asma infantil e tentar manter a criança afastada deles, dado que contribuem para agravar a situação.

Factores desencadeadores que contribuem para piorar a asma infantil

Os factores desencadeadores contribuem para piorar a asma infantil. Cada criança que sofre de asma é importunada por diferentes factores. Junto do médico do seu filho, os pais deverão procurar saber quais os factores que importunam a criança e qual a maneira desta se afastar deles.

Factores desencadeadores mais frequentes:

  • infecções, como a constipação e a gripe
  • fumo de cigarro ou de tabaco
  • fumo de madeira e óleo
  • coisas que causam reacções alérgicas
  • animais de estimação
  • poluição atmosférica
  • condições meteorológicas húmidas
  • tempo frio
  • medicamentos, com o ASA (Aspirina) ou o ibuprofeno
  • odores ou atomizadores com cheiros intensos
  • exercício

Medicamentos para a asma

Os medicamentos para a asma poderão manter a saúde dos pulmões da criança e evitar que a asma se agrave. Embora não curem a doença, tais medicamentos poderão contribuir para manter os pulmões saudáveis.

Muitos dos medicamentos que a criança pode tomar para a asma são inalados e chamam-se precisamente inaladores, sendo alguns dos melhores designados por corticosteróides.

Os medicamentos inalados têm revelado ser muito seguros em crianças asmáticas. A criança pode tomá-los durante anos e atingir uma altura normal quando chegar à idade adulta.

Depois de tomar um medicamento inalado, a criança deverá enxaguar a boca ou beber água ou sumo, a fim de impedir a formação de aftas.

Os principais tipos de medicamentos inalados que a criança poderá tomar para a asma designam-se por antiasmáticos e broncodilatadores.

Antiasmáticos

Os antiasmáticos são medicamentos que impedem o inchaço das paredes das vias respiratórias. Quando a criança utiliza diariamente um medicamento antiasmático, ela terá menos muco e inchaço. Alguns exemplos de medicamentos antiasmáticos para inalação: beclometasona (Qvar), budesonida (Pulmicort), budesonida plus formoterol (Symbicort), ciclesonida (Alvesco), fluticasona (Flovent) e fluticasona plus salmeterol (Advair). O medicamento montelukast (Singulair) é apresentado em comprimidos.

A criança deve tomar diariamente um medicamento antiasmático, mesmo que se encontre bem. Os pais deverão certificar-se de que a criança continua a tomar o medicamento até obterem instruções do médico para cessar o tratamento.

Broncodilatadores

Os broncodilatadores ajudam a tratar os sinais de asma, como a tosse ou a pieira.

Os broncodilatadores relaxam o músculo em redor das vias respiratórias, permitindo que estas abram. Uma vez as vias respiratórias abertas, a criança conseguirá respirar com mais facilidade. Exemplos de medicamentos broncodilatadores: salbutamol (Airomir ou Ventolin) e terbutalina (Bricanyl).

Quando a criança tiver problemas de asma, deverá dar-se-lhe um broncodilatador. Quando o médico achar que a criança está melhor, então deixará de tomar o medicamento diariamente. O médico poderá indicar para a criança tomar um broncodilatador antes da prática de exercício.

Primeiros sinais de aviso de que a asma está a piorar

Os problemas asmáticos poderão começar lentamente ao longo de horas ou dias. Chamam-se primeiros sinais de aviso às pequenas mudanças que acontecem no corpo da criança quando ela começa a ter problemas asmáticos.

Os primeiros sinais de aviso são diferentes em cada criança e poderão não ser fáceis de distinguir. Eis os mais frequentes.

Coisas que os pais poderão ver ou ouvir na criança

  • Tosse que não desaparece
  • Tossir até vomitar
  • Tossir à noite
  • Pieira
  • Dificuldade respiratória
  • Cansaço logo após o início dos jogos ou do exercício
  • Respiração mais rápida do que o normal
  • Mau humor, rabugice, má disposição
  • Sinais de constipação
  • Espirros

Coisas que a criança poderá dizer

  • "Estou cansado."
  • "Dói-me o peito."
  • "É difícil respirar."
  • "Há um ruído engraçado (pieira) quando respiro."

O que se deve fazer quando surgirem os primeiros sinais de aviso na criança

Se os pais detectarem os primeiros sinais de aviso, deverão seguir o plano de acção elaborado com o médico.

Se não houver um plano de acção, fale com o médico a fim de o criar.

Sinais de perigo que indicam que a asma está a piorar

Se a criança apresentar algum dos sinais de perigo abaixo indicados, certifique-se de que segue o plano de acção que elaborou com o médico.

  • A tosse e os vómitos não param
  • Dificuldade em falar
  • A criança sente-se invulgarmente sonolenta e tem dificuldade em se manter acordada
  • Os lábios ou a pele apresentam cor azulada
  • A pele do peito ou do pescoço faz covinha quando a criança respira

Dê à criança o medicamento broncodilatador, de acordo com o plano de acção que foi preparado.

Dirija-se ao serviço de urgência mais próximo ou peça uma ambulância.

A asma e o exercício

A criança asmática pode estar activa e praticar desporto. Todas as crianças devem praticar jogos e exercícios e precisam de estar em boa condição física e de brincar com outras crianças.

O exercício pode contribuir para o agravamento da asma em algumas crianças

Sabemos que o exercício pode contribuir para agravar a asma em algumas crianças. Os primeiros sinais de aviso poderão aparecer durante ou após o exercício.

Eis o que a criança poderá fazer enquanto estiver a praticar exercício:

  • A criança terá menos problemas na prática de exercício se tomar medicamentos antiasmáticos com regularidade.
  • Verificar se a criança começa e acaba o exercício com movimentos fáceis e leves, os quais se denominam exercícios de aquecimento e de descontracção.
  • O médico poderá indicar para a criança tomar o medicamento broncodilatador antes do exercício. Não esquecer que este tipo de medicamento ajuda a tratar os sinais da asma, como a tosse ou a pieira. Se a criança tomar o medicamento 15 ou 20 minutos antes do exercício, os sinais de aviso poderão ser mais ligeiros.
  • Se a asma piorar com a prática de exercício, este deve ser feito por pouco tempo e com intervalos.
  • Se a pieira surgir enquanto a criança estiver a fazer exercício, então deverá parar. Deverá então seguir-se o plano de acção que se estabeleceu com o médico da criança.

Coisas importantes a lembrar

Mesmo que a criança pareça estar melhor, poderá ainda ter as vias respiratórias inchadas durante 6 a 8 semanas, ou por mais tempo. A criança deverá continuar a tomar a medicação antiasmática.

Deverá seguir-se o plano de acção estabelecido com o médico. Trata-se de um plano por escrito que indica, quer aos pais quer à criança, o que deverão fazer diariamente para controlar a asma. O plano também explica o que há a fazer se a asma piorar.

Se os pais tentarem afastar a criança de determinadas coisas que contribuem para agravar a asma (factores desencadeadores), estão a ajudar a impedir o aparecimento de outros problemas.

Se a criança tiver mais de seis anos, peça ao médico para lhe explicar o que é o exame do "sopro", especificamente chamado exame à função pulmonar, o qual é utilizado no diagnóstico e monitorização da asma.

Em caso de emergência

Consulte o médico imediatamente se:

  • o medicamento broncodilatador não estiver a actuar, ou não actuar durante 4 horas OU
  • a criança não apresentar melhoras dois ou três dias depois OU
  • a criança estiver a piorar

Dirija-se ao serviço de urgência mais próximo se:

  • a criança não conseguir comer, dormir ou falar devido aos sintomas OU
  • a respiração da criança aparentar ser convulsiva, ou a área em redor da garganta ou sob as costelas apresentar covinhas OU
  • outros medicamentos broncodilatadores não funcionarem

Pontos principais

  • Os sinais mais frequentes de asma são a pieira, a tosse e a dificuldade respiratória.
  • Quando a asma começa a dar problemas, as vias respiratórias ficam muito mais estreitas e a criança começa a sentir dificuldade em inspirar e expirar o ar dos pulmões.
  • Certificar-se de que a criança toma todos os medicamentos exactamente da forma instruída pelo médico.
  • Conhecer quais os factores desencadeadores da asma infantil e ajudar a criança a afastar-se deles.
  • Se observar alguns dos primeiros sinais avisadores que indicam que a asma está a piorar, siga o plano de acção que estabeleceu com o médico da criança.
  • Sinais de perigo: dificuldade em andar, sonolência invulgar ou dificuldade em acordar, lábios ou pele de cor azulada e pele com covinhas na zona do pescoço ou do peito sempre que a criança respira. Se observar algum destes sinais, administre à criança o medicamento broncodilatador. Dirija-se ao serviço de urgência mais próximo ou chame uma ambulância.

Sharon Dell, MD, BEng, FRCPC

Bonnie Fleming-Carroll, RN, MN, APN

Colleen Wilkinson, RN, MS

10/16/2009


Notes: