print article
For optimal print results, please use Internet Explorer, Chrome or Safari.

Varicela

Chickenpox (Varicella) (Portuguese)

O que é a varicela?

Rapaz na cama com febre
A varicela, uma infecção muito frequente na infância, é causada por um vírus chamado varicela-zoster.

A infecção é normalmente ligeira em crianças, embora os bebés recém-nascidos e os adultos possam ficar muito doentes se apanharem a varicela.

Normalmente, o nosso sistema imunitário protege-nos das infecções. A varicela é muito perigosa em pessoas com problemas no sistema imunitário, como a leucemia, ou que tomam medicamentos que debilitam o sistema imunitário, como os esteróides e outros medicamentos tomados por pacientes que sofreram transplantação de órgãos.

O que é a zona?

A zona assemelha-se à varicela e é causada pelo mesmo vírus. Todavia, normalmente, surge apenas numa parte do corpo. A zona aparece quando o vírus desperta novamente depois de se ter ocultado no organismo durante algum tempo. Somente as pessoas que já tiveram varicela poderão vir a ter zona. Não é possível apanhar a zona de alguém com varicela.

Sintomas da varicela

Varicela
Varicela
Imagem publicada com o consentimento de CDC/Dr. K.L. Hermann
A varicela começa habitualmente com a febre. Um ou dois dias mais tarde, a criança começa a ter uma erupção cutânea caracterizada por pontos vermelhos e que poderá causar muita comichão.

Em breve, os pontos vermelhos transformam-se em borbulhas cheias de líquido. Algumas pessoas têm apenas algumas borbulhas, enquanto que outras podem mesmo chegar a ter 500 borbulhas. Estas secam e formam crostas no período de quatro ou cinco dias.

A varicela transmite-se através do contacto ou de pequenas gotículas transmitidas pelo ar

A varicela transmite-se facilmente de indivíduo para indivíduo por duas maneiras:

  • Mediante contacto directo com o vírus, isto é, quando alguém toca nas borbulhas. 
  • Através de gotículas da saliva existentes no ar, isto é, quando alguém com varicela espirra, tosse ou fala.

O vírus transmite-se mais facilmente em um ou dois dias antes do aparecimento da erupção cutânea. Uma criança com varicela pode transmitir a infecção a outras pessoas enquanto as borbulhas não tiverem secado. Contacte a escola ou a creche da criança para saber quando ela poderá voltar.

Se algum dos seus filhos tiver varicela, provavelmente irá contagiar outros elementos da família que ainda não estejam imunes. Se alguém apanhar a infecção, esta surge normalmente nas duas ou três semanas depois de o primeiro elemento da família a ter contraído.

Uma mulher grávida que apanhe a varicela pode transmiti-la ao futuro bebé, assim como ao bebé recém-nascido após o nascimento. A varicela em mulheres grávidas e recém-nascidos é, frequentemente, um problema muito grave.

Tratamento da varicela em casa

Se o seu filho apanhar a varicela, não lhe dê quaisquer produtos nem medicamentos que contenham o ácido acetilsalicílico (ASA ou Aspirina). Se o fizer, aumentará o risco de a criança vir a ter o síndrome de Reye, uma doença grave que poderá lesionar o fígado e o cérebro da criança.

Para controlar a febre da criança, use acetaminofeno. O seu farmacêutico poderá ajudar na escolha de um medicamento contra a febre que contenha acetaminofeno.

A erupção cutânea resultante da varicela dá muita comichão. Deverão ter-se bons cuidados com a pele e observar se a criança não a arranha. Se a criança se coçar muito, poderá apanhar infecções causadas por bactéria que entram na pele. Para as evitar, poderá fazer o seguinte:

  • Cortar as unhas da criança bem curtas. 
  • Vestir a criança com roupas leves. 
  • Dar banhos de água morna à criança para ajudar a acalmar a comichão. 
  • Se a criança se sentir bem, deixe-a brincar e estar activa. Assim, afastará a ideia da comichão. 
  • O médico poderá recomendar um creme que ajudará a acalmar a comichão.

Eis alguns sinais de aviso de que a bactéria poderá ter infectado a pele da criança através de alguma borbulha:

  • Surgiu uma nova febre na criança
  • A pele infectada está quente ao toque
  • Há pus de alguma borbulha infectada
  • Há inchaço e dor na área infectada

Uma infecção bacteriana da pele deverá ser tratada por um médico.

Uma vacina grátis pode evitar a varicela

A vacina é um medicamento que permite ao sistema imunitário criar proteínas para protecção do organismo. Tais proteínas chamam-se anticorpos e podem proteger um indivíduo de infecções durante muito tempo.

Todas as crianças saudáveis deverão apanhar a vacina contra a varicela quando têm um ano de idade. É este o parecer da Sociedade Canadiana de Pediatria e do Comité Consultivo Nacional para a Vacinação. No Ontário, esta vacina é grátis e é segura e eficaz em bebés, crianças, adolescentes e adultos.

Se o seu filho ainda não tomou a vacina e tocar ou brincar com outra criança que tenha varicela, então poderá ficar imunizado se apanhar imediatamente a vacina.

Se o sistema imunitário da criança estiver debilitado e você achar que ela pode ter varicela, contacte o médico

Se o seu filho tiver algum distúrbio no sistema imunitário, ou tomar medicamentos que o enfraquecem, contacte imediatamente o médico. A criança poderá ser tratada com um dos seguintes medicamentos:

  • VZIG (imunoglobulina anti-varicela zoster), medicamento administrado por injecção e que contém uma grande quantidade de anticorpos que ajudam a evitar a varicela
  • anti-viral, medicamento que diminui a gravidade da infecção 
  • outro tratamento recomendado pelo médico

Normalmente, as pessoas não apanham a varicela pela segunda vez

Na maioria dos casos, apenas se apanha a varicela uma vez. Chama-se imunidade para toda a vida. Em casos raros, poderá apanhar-se a varicela novamente.

A varicela pode causar problemas a mulheres grávidas

A varicela pode ser muito grave em mulheres grávidas.

Se estiver a pensar em engravidar e ainda não teve varicela, peça ao médico para tomar a vacina.

Se estiver grávida, deverá responder às seguintes perguntas sobre varicela:

Já teve varicela?

□ Sim □ Não

Já apanhou a vacina contra a varicela?

□ Sim □ Não

Vive na mesma habitação onde está alguém infectado com varicela ou zona?

□ Sim □ Não

Se respondeu “Não” às três perguntas, afaste-se de pessoas com varicela. Em algumas ocasiões ao longo da gravidez, a varicela poderá afectar o futuro bebé. Se ficar exposta à varicela, contacte imediatamente o seu médico.

Se respondeu “Sim” a alguma das perguntas, provavelmente já está protegida contra a varicela. Muitas mulheres adultas já estão protegidas contra a varicela através dos anticorpos existentes no sangue, mesmo que não se lembrem de ter tido varicela quando eram crianças.

Os cuidados hospitalares são diferentes para as crianças com varicela

Se o seu filho estiver no hospital, poderá obter uma assistência diferente de modo a não transmitir a varicela a outras pessoas. Os cuidados especiais denominados “precauções de isolamento” significam que a criança poderá ter um quarto particular ou ficar junto de outras crianças que também têm varicela.

Se a criança for levada ao hospital e você achar que ela tem varicela, informe a enfermeira

Se o seu filho já teve varicela ou já apanhou a vacina contra a varicela, então não poderá ter a infecção. Mas, se a criança nunca teve a varicela nem apanhou a vacina e se, nas últimas três semanas, teve contacto de perto com alguém com varicela, então poderá estar infectada.

Contacto de perto significa brincar, tocar ou sentar-se junto de alguém.

Informe imediatamente o médico, a enfermeira ou o pessoal da recepção de que a criança ficou exposta à varicela. Poderá ser necessário tomar cuidados especiais para que a infecção não contagie outras pessoas. O vírus propaga-se mais facilmente antes do aparecimento da erupção cutânea. É importante que a varicela não se propague nos hospitais, dado que algumas crianças que lá se encontram poderão não estar aptas a combater a infecção.

Laurie Streitenberger, RN, BSc, CIC
Karen Breen-Reid, RN, MN
Anne Matlow, MD, FRCPC

12/16/2009
 




Notes: