print article
For optimal print results, please use Internet Explorer, Chrome or Safari.

Anestesia geral

General Anaesthesia (Portuguese)

O que é a anestesia geral?

A anestesia geral consiste numa combinação de medicamentos que ajudam a criança a entrar num sono profundo, o que significa que ela não irá sentir dores nem lembrar-se da operação. Recorre-se à anestesia geral quando é necessário efectuar uma operação, exame ou tratamento à criança.

A presente informação ajudará os pais e a criança a prepararem-se para a anestesia geral. É favor lê-la com atenção e explicá-la à criança, utilizando palavras que ela consiga entender. Sabendo de antemão o que a aguarda, ajudará a criança a sentir-se menos nervosa. Poderá também contactar a Clínica de Pré-Anestesia, que também ajudará os pais e a criança a prepararem-se.

O que a criança poderá ingerir antes da anestesia geral

O estômago da criança deverá estar vazio antes da anestesia geral. Mesmo que a quantidade de alimentos ou líquidos no estômago seja mínima, a criança poderá vomitar enquanto estiver anestesiada e lesionar os pulmões. Com o estômago vazio, as possibilidades de a criança vomitar são menores.

Para se certificar de que o estômago da criança está vazio, siga as instruções seguintes. Se não as seguir, a operação, o exame ou o tratamento a efectuar à criança ficarão sujeitos a um atraso ou terão de ser cancelados.

  • Na meia-noite antes da anestesia, a criança deverá parar de comer alimentos sólidos, pastilha elástica, rebuçados, leite, sumo de laranja e gelatinas. A criança poderá beber líquidos transparentes até três horas antes da anestesia. Líquidos transparentes são os que permitem ver claramente como se fosse através de uma janela. Tais líquidos poderão ser água, ginger ale e sumo de maçã transparente.
  • Três horas antes da anestesia, a criança deverá parar de beber líquidos transparentes, não devendo ingerir nada pela boca até ter acordado da anestesia.
  • Se a criança precisar de tomar medicamentos receitados, fale com o médico antes de lhe dar os medicamentos.

Hora a que a criança irá receber a anestesia geral: ________________________

Hora a que a criança deverá parar de beber líquidos transparentes: ___________________

Bebés

Se o bebé for amamentado, deixe de o amamentar quatro horas antes da anestesia, ou seja, às: ___________

Se o bebé estiver a ser alimentado com leite formulado, deixe de o alimentar seis horas antes da anestesia, ou seja, às: _____________

Resumo: Ingestão de alimentos e bebidas antes da anestesia geral

Hora

O que a criança poderá comer e beber

Na meia-noite antes da anestesia

Deixe de dar à criança alimentos sólidos, pastilha elástica, rebuçados, leite, sumo de laranja ou gelatina. A criança não deve comer nada até ter acordado da anestesia.

A criança não deve comer nada até ter acordado da anestesia. A criança pode beber líquidos transparentes, incluindo água, ginger ale e sumo de maçã transparente.

6 horas antes da anestesia

Deixe de dar leite formulado à criança.

4 horas antes da anestesia

Deixe de amamentar a criança.

3 horas antes da anestesia

Deixe de dar líquidos transparentes à criança, não devendo beber nada até ter acordado da anestesia.

Se a criança estiver a tomar medicamentos receitados, pergunte ao médico da criança quando e como deverá dar-lhe a medicação.

Avaliação da criança antes da anestesia geral

Antes da anestesia geral, os pais serão contactados por uma enfermeira que procurará saber qual o estado de saúde da criança. Os pais poderão ser solicitados a levar a criança à Clínica de Avaliação Pré-Anestesia onde, tanto a criança como os pais, conversarão com uma enfermeira ou um anestesista acerca da anestesia geral. A fim de reduzir qualquer risco, o anestesista precisa de saber se existem alguns problemas ou estados patológicos. Os pais e a criança também conversarão com uma enfermeira da clínica acerca dos cuidados hospitalares que ela irá precisar antes e depois da operação.

É favor trazer uma lista dos medicamentos que a criança toma.

Poderá ser necessário efectuar exames à criança antes da anestesia geral

O anestesista ou o médico da criança poderá decidir que a criança precisa de efectuar algumas análises laboratoriais antes da anestesia geral, o que dependerá dos antecedentes médicos e também do motivo por que a criança irá receber anestesia geral.

Se a criança adoecer antes da operação, exame ou tratamento

A criança precisará de estar o mais saudável possível antes da anestesia geral.

Contacte imediatamente o médico da criança ou o hospital se a criança adoecer em qualquer momento da semana que antecede a operação, o exame ou o tratamento com algum dos seguintes problemas:

  • pieira
  • tosse
  • febre
  • secreção nasal
  • vómitos
  • mal-estar geral

Modo de aplicação da anestesia geral

A criança recebe a anestesia geral através de uma máscara facial ou por meio de um tubo introduzido numa veia (via intravenosa).

Se a criança estiver muito nervosa, é possível que lhe seja administrado algum medicamento antes da anestesia geral. Isto permitirá que ela se acalme de modo a estar menos ansiosa em relação à anestesia geral.

Quem aplica a anestesia geral

O médico que irá aplicar a anestesia geral à criança chama-se anestesista. Este é um médico que assiste na cirurgia e noutros procedimentos dolorosos, ou que causam ansiedade, administrando sedativos, analgésicos e anestésicos para que a criança possa dormir e esteja inconsciente durante a intervenção.

O anestesista irá cuidar da criança e ajudá-la a enfrentar os efeitos da anestesia geral. Durante a operação, exame ou tratamento, o anestesista verificará a respiração, o batimento do coração, a temperatura e a pressão arterial da criança. Após o procedimento, o anestesista irá certificar-se de que a criança se encontra bem e a recuperar bem.

A anestesia geral poderá ter efeitos secundários para a criança

Após a anestesia geral, a criança poderá sentir efeitos secundários (problemas) ligeiros, designadamente:

  • fadiga (cansaço)
  • tonturas
  • irritabilidade
  • inflamação da garganta
  • tosse
  • náuseas (má disposição do estômago)
  • vómitos; se tal acontecer, a criança tomará medicamentos que a irão ajudar a sentir-se melhor

Os efeitos secundários graves são raros

Há uma possibilidade mínima de haver alguma problema grave durante ou após a anestesia geral administrada à criança. Tais problemas são raros e poderão envolver:

  • reacção alérgica a algum medicamento
  • lesão cerebral
  • paragem cardíaca, o que significa que o coração deixa de bater, podendo causar a morte

A criança será observada de muito perto pelo anestesista durante a operação, exame ou tratamento. Se tais problemas acontecerem, o anestesista está apto a enfrentar a situação devido à formação que recebeu nesse sentido.

Se a criança tiver algum problema grave, poderá ser necessário permanecer no hospital por mais tempo.

Após a operação, exame ou tratamento

A criança será levada para o Serviço de Cuidados Pós-Anestesia ou para a sala de recuperação. Enfermeiras com formação especial verificarão com regularidade a respiração, o batimento cardíaco, a temperatura e a pressão arterial da criança. Esta acordará em breve após a operação, exame ou tratamento. Logo que ela acordar, os pais poderão estar com a criança.

Se a criança tiver dores

Antes da criança acordar da anestesia geral, ser-lhe-á administrado um medicamento para as dores.

O controlo das dores é importante dado que a ajuda a melhorar após a operação, exame ou tratamento. Se achar que a criança sente dores, contacte a enfermeira ou o médico da criança para obter ajuda.

Se tiver perguntas a fazer

No dia da operação, exame ou tratamento da criança, o anestesista conversará com os pais sobre questões e preocupações que eles possam ter. Se tiver perguntas a fazer antes dessa ocasião, contacte o serviço de anestesia.

A equipa médica colaborará com os pais para que, tanto estes como a criança, tenham a melhor experiência possível. É favor ligar no caso de ter algumas preocupações ou perguntas a fazer.

Pontos fundamentais

  • O estômago da criança deverá estar vazio durante e após a anestesia geral. Se não estiver vazio, a criança poderá vomitar e lesionar os pulmões. Se não seguir tais instruções, a operação, o exame ou o tratamento da criança poderão estar sujeitos a algum atraso ou terão de ser cancelados.
  • A partir da meia-noite antes da operação, exame ou tratamento a efectuar, a criança não deverá ingerir nenhuns alimentos sólidos, pastilha elástica, rebuçados, leite, sumo de laranja ou gelatina. Até três horas antes da anestesia, a criança deverá apenas beber líquidos transparentes como água, ginger ale ou sumo de maçã transparente.
  • Três horas antes da operação, exame ou tratamento deixe de dar líquidos a beber à criança.
  • Há uma possibilidade mínima de a criança vir a sofrer efeitos secundários graves resultantes da anestesia geral. Se tal acontecer, o anestesista observará atentamente a criança a fim de tratar tais problemas.

Silvana Oppedisano, RN, MN
James Robertson, MD, FRCPC
Nancy Rudyk, RN, BScN

11/17/2009

No Hospital SickKids:

Se estiver preocupado ou tiver perguntas a fazer antes da criança ser anestesiada, contacte a Clínica de Pré-Anestesia através do número 416-813-7654, ext. 3058. Poderá efectuar uma marcação ou falar com um anestesista.

O Hospital SickKids dispõe de um Programa de Pré-Internamento para crianças de idades compreendidas entre os 3 e os 12 anos, a fim de as ajudar a preparar para uma operação no hospital. A criança poderá brincar com estetoscópios, batas hospitalares, máscaras e toucas. Para inscrever a criança no Programa de Pré-Internamento, ligue 416-813-5819.

Também é possível fazer uma visita virtual à sala de operações em http://www.sickkids.ca/ProgramsandServices/Pre-Admission-Program/virtual-OR-tour/index.html (disponível apenas em inglês)





Notes: