A tosse

Cough [ Portuguese ]

PDF download is not available for Arabic and Urdu languages at this time. Please use the browser print function instead.

A tosse constitui um reflexo saudável que ajuda a desobstruir os pulmões, sendo frequentemente um sinal de doença. Leia as causas, duração e tratamento da tosse infantil.

O que é a tosse?

A tosse é um som e movimento emitidos pelo organismo para desobstruir os pulmões, as vias respiratórias e a garganta do muco ou de substâncias irritantes. Quando existe alguma doença ligeira, é frequente qualquer criança ter tosse. Se a criança tiver tosse sem a presença de outros sintomas, não significa que exista alguma doença mais grave.

Outros sintomas que acompanhem a tosse ajudarão a saber se a criança deverá ser observada por um médico. Tome nota da existência de outros sintomas como febre, dificuldade respiratória, congestão nasal e exposição a eventuais infecções ou substâncias irritantes.

A tosse pode ter um som húmido, seco ou áspero. A tosse que demora menos de duas semanas é aguda e a que persiste mais de quatro semanas é crónica. A causa da tosse irá determinar a sua duração. Uma tosse isolada ou acompanhada com entupimento nasal dissipa-se normalmente dentro de uma a duas semanas.

Causas da tosse

A tosse constitui uma forma natural de o organismo remover o muco e as substâncias irritantes dos pulmões e das vias respiratórias e de evitar que outras substâncias, excepto o ar, entrem nos pulmões. Trata-se de um processo natural.

A causa mais frequente da tosse é a infecção viral das vias respiratórias, como a vulgar constipação, o que poderá conduzir à congestão do nariz e da garganta. Quando a criança tem congestão nasal, o muco poderá pingar do nariz para a garganta, causando o reflexo da tosse, a qual impede que o muco se introduza nos pulmões.

As infecções nos ouvidos (como a otite dos nadadores), seios nasais e pulmões (como a pneumonia) também podem causar tosse na criança, assim como a exposição a substâncias que irritam as vias respiratórias. Por exemplo: a tosse é mais frequente em crianças expostas a familiares que fumam.

Existem receptores ou sinais no sistema nervoso que são activados quando o organismo precisa de tossir. Tais receptores poderão ficar muito sensíveis quando existe uma infecção viral, após a qual poderão continuar sensíveis, originando uma tosse crónica.

A tosse crónica também poderá ser causada pela exposição a algum problema respiratório persistente ou irritante.

Tipos de tosses

Crianças com asma, garrotilho ou tosse convulsa

As crianças com asma têm frequentemente uma tosse acompanhada por pieira e respiração acelerada.

O som da tosse das crianças com garrotilho assemelha-se a latidos e, quando o ar é inspirado, ouve-se um ruído. A respiração poderá ser normal quando a criança não está a tossir.

As crianças com tosse convulsa têm, muitas vezes, espasmos de tosse violentos, os quais apresentam um som de "pieira". A tosse dificulta a respiração da criança, a qual poderá voltar ao normal quando ela não tossir.

Objectos estranhos nas vias respiratórias

As crianças pequenas que engolirem algum objecto pequeno ou se engasgarem com algum pedaço de comida poderão ter um acesso súbito de tosse intensa e/ou dificuldade respiratória. Estes casos são considerados emergências médicas.

Por vezes, a criança poderá ter tosse persistente durante semanas ou meses por causa de algum objecto estranho alojado nas vias respiratórias. O médico da criança estará apto a descobrir e a tratar o problema.

Cuidar da criança em casa

Ajustar a posição da criança para dormir

Os bebés com tosse causada por congestão nasal e ao fundo da garganta poderão ter dificuldade em adormecer virados de barriga para baixo ou para cima, podendo adormecer mais comodamente nos braços de alguém ou em posição semi-deitada. As crianças mais velhas poderão adormecer mais comodamente com a cabeça levantada sobre uma almofada.

Repousar quando necessário

Enquanto houver tosse, a criança poderá ter dificuldade em adormecer. À noite, a respiração é mais lenta e superficial e a criança poderá tossir mais para tentar limpar o muco dos pulmões. Isto significa que a criança poderá precisar de descansar mais durante o dia.

Soro fisiológico

Utilize uma solução de soro fisiológico (Salinex ou outras marcas) para ajudar a aliviar a congestão.

Dar à crianças pequenas quantidades de líquidos com frequência

Incentive a criança a beber líquidos porque irá ajudar a sentir-se melhor. Se a criança vomitar depois de tossir, incentive-a a beber pequenas quantidades de líquidos com mais frequência.

Nunca deixe de amamentar por causa da criança ter tosse.

Não é necessário suprimir o leite do regime alimentar da criança, dado que não cria nem aumenta a quantidade de muco. A criança pode ingerir qualquer tipo de alimentos sólidos ou líquidos.

Ar humidificado

O ar seco tende a piorar a tosse. Um vaporizador ou humidificador no quarto da criança poderá ajudar. Mude a água e limpe os filtros pelo menos uma vez por dia.

A tosse áspera poderá aliviar se a criança ficar exposta ao ar humidificado, como o vapor de um chuveiro. Sair com a criança para a rua quando o ar está frio poderá também trazer-lhe algum alívio.

Não se recomendam medicamentos para a tosse

Os medicamentos de venda livre para a tosse e constipação não devem ser administrados a crianças com menos de dois anos de idade e NÃO são recomendados para crianças com menos de seis anos. Os xaropes para a tosse têm efeitos secundários, podendo ser perigosos, e até fatais, em crianças pequenas por conterem determinados ingredientes. Além disso, também podem causar envenenamento nas crianças jovens. Em relação às crianças com mais de seis anos, não está comprovado que tais medicamentos reduzam a duração da tosse. Também não se recomendam remédios caseiros.

Às crianças com mais de um ano, poderá dar-se uma a duas colheres de chá (5 a 10 ml) de mel pasteurizado, conforme for necessário. Além de exercer um efeito calmante, tem-se comprovado que o mel também alivia a tosse. Os bebés com menos de um ano de idade não devem tomar mel.

Evitar locais com fumo

Afaste a criança de ambientes de fumo e de outras substâncias irritantes. A exposição ao fumo do tabaco pode contribuir para agravar a tosse.

Quando deverá obter assistência médica

Contacte o médico habitual da criança se ela tiver:

  • tosse e respiração ligeiramente ruidosa com febre
  • tosse que se arraste durante mais de duas semanas

Dirija-se ao serviço de urgência mais próximo ou ligue 911 se a criança:

  • não conseguir alimentar-se ou vomitar muitas vezes devido à tosse
  • tiver tosse áspera e respiração ruidosa
  • tiver dificuldade respiratória que não acalma com a exposição ao ar frio, ar humidificado ou vapor
  • tiver os lábios ou a pele azulados
  • tiver dificuldade em respirar devido à tosse
  • tiver tosse persistente ou dificuldade respiratória, ou se estiver engasgada com algum pedaço de comida ou algum objecto

Pontos principais

  • A tosse é um sintoma frequente nas crianças.
  • Em geral, a tosse deve-se a alguma constipação vulgar e não requer tratamento.
  • NÃO se recomendam medicamentos sem receita médica para a tosse e constipação em crianças com menos de seis anos.
  • Alguns sintomas que acompanham a tosse, como febre, respiração ruidosa, falta de apetite ou respiração acelerada, ajudam a reconhecer quando a criança precisa de ser observada por um médico.
  • Qualquer criança cuja tosse seja acompanhada por respiração ruidosa (como a pieira) ou febre deverá ser observada por um médico.
Last updated: outubro 16 2009